Germano Almeida

Premium

Germano Almeida

Passeio pela Habana Vieja

Nessa tarde estávamos empenhados em descobrir, primeiro, a Catedral de San Cristóbal de La Habana e depois a rua do Empedrado. Íamos à procura de La Bodeguita del Medio. Passamos sem pressa por um outdoor do padre/professor Felix Varela com a sua frase solene "La patria a nadie debe, todos sus hijos la debem sus servicios", a seguir entramos por uma rua estreita onde fui surpreendido por uma enorme montra de algo que me pareceu um salão de cabeleireiro: "Langwith - estética canina e felina". Eis qualquer coisa que nunca contei encontrar na Habana Vieja, exclamo surpreendido, porém Crispina sorri entendida, muitos turistas chegam a Cuba acompanhados dos seus cães e gatos, explica.

Germano Almeida

Parlamentares

A notícia segundo a qual dois deputados nacionais ultrapassaram a fase dos insultos verbais e entraram em desforço físico junto ou dentro do edifício do Parlamento correu as ilhas e também pelo menos a parte da diáspora onde chegam as nossas emissões, porque não só a Rádio Nacional proporcionou ao facto abundante cobertura, como também a televisão lhe dedicou largos 22 minutos de tempo de antena, ouvindo não só os contendores como também as eventuais testemunhas da lide, e por fim um jurista, que, de código em punho, esmiuçou a diferença entre uma briga e uma agressão pura e simples, para concluir que no caso em apreço mais parecia ter havido uma agressão de um deputado a outro, na medida em que tudo levava a crer ter havido um único murro. Porém, tão bem aplicado e com tanta ciência, que não houve mais nada a fazer senão conduzir o espancado ao hospital para os devidos curativos. E para comprovar a veracidade do incidente mostrou, junto a uma parede, uma mancha de sangue que por sinal mais fazia lembrar o local onde uma galinha poderia ter sido decapitada.

Premium

Germano Almeida

Democracia no feminino

Do conjunto da CPLP, Cabo Verde pode orgulhar-se de ter sido o primeiro país a ter um magistrado fêmea (após a independência a lei portuguesa que proibia mulheres na magistratura ainda continuou em vigor, porém o art.º 22.º da LOPE - Lei da Organização Política do Estado - prescrevia que só quando não contrariasse os princípios e objetivos do PAIGC); e também um deputado fêmea, que aliás chegou a ser eleita vice-presidente da Assembleia Nacional Popular, motivo na época do nosso grande embandeiramento na lista dos mais progressistas.

Premium

Germano Almeida

Notícias de dentro que vêm de fora

Foi em Óbidos, onde estava participando num festival de literatura, que fiquei a saber que um grupo de cidadãos cabo-verdianos está a preparar uma ação judicial a intentar contra o governo de Cabo Verde com o fim de o tribunal obrigar quem de direito a publicar pelos meios competentes os contratos que tenha celebrado com as companhias aéreas estrangeiras, TAP e BINTER, contratos esses que lhe permitem na prática exercer o monopólio dos transportes aéreos nacionais e internacionais.

Premium

Germano Almeida

As viagens do nosso desconforto

Os cabo-verdianos, particularmente os que viajam São Vicente-Lisboa, acabaram ficando gravemente penalizados com a concessão em exclusividade dessa carreira aérea à TAP. Essa companhia começou a entrar no país com pezinhos de lã, aliciando-nos com passagens quase ao custo da chuva. Porém, mal se viu única senhora dos nossos céus, não só carregou nos preços de forma indecente, como também inventou diversos outros métodos de descaradamente meter a mão nos bolsos dos seus passageiros, primeiro, através da venda de seats, que alega que são assentos de espaço mais alargado, mas que na realidade são comuns e iguais a qualquer outro que poderia ocupar-se sem acréscimo de qualquer pagamento; segundo, cortando na refeição a bordo. Dou dois exemplos: paguei a mais à volta de 120 euros para ter o direito de ocupar uma cadeira onde pudesse estender as pernas numa viagem São Vicente-Lisboa-Rio de Janeiro. Embolsaram a quantia e atribuíram-me um lugar exatissimamente igual a qualquer outro.

Premium

Opinião

A festa da CPLP

Por estes dias andamos em preparativos da XII Cimeira da CPLP, que decorrerá na ilha do Sal entre 17 e 18 próximos e cuja presidência por dois anos Cabo Verde deverá assumir. Pelo que consta, está a ser preparada com cuidado e rigor. Para além de contar com um slogan apelativo, "cultura, pessoas, oceanos", também tem um logótipo que representa, disse o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, "aquilo que é a nossa principal aspiração durante a presidência da CPLP", a saber, "a mobilidade". Isso tudo para além de um vídeo promocional. Assim, parece seguro que desta vez nada nos surpreenderá, o mais tardar no dia 18 assumiremos tranquilamente a presidência da CPLP.