fumadores

Fitness

É isto o pior que pode fazer pela sua saúde, diz a ciência

Pior ainda do que fatores de risco graves como fumar, ter diabetes e doença cardíaca, revela um novo estudo. Por aqui se vê como não fazer exercício nos rouba tempo de vida. Texto de Ana Pago | Fotografias da Shutterstock Que o exercício faz maravilhas pelo corpo e nos dá vida longa estamos todos fartos de saber. O que ainda não se sabia preto no branco - pelo menos não até à data de publicação deste novo estudo no jornal especializado JAMA - é que não fazer exercício nenhum é mais nefasto para a saúde do que ser hipertenso, diabético [...]

Sociedade

DO JARDINISMO À LEI DO TABACO

A lei do tabaco tem provocado indignações mais ou menos inspiradas no liberalismo. Fala-se em perseguição da liberdade dos fumadores e em violação da propriedade privada. Não há dúvida de que o texto da lei merece discussão séria. Mas, se me dão licença, eu gostaria de fazer algumas recomendações para esse debate aos contestatários. Não comparem a lei do tabaco ao nazismo só porque o lunático Adolfo perseguia os fumadores. Por razões óbvias, a comparação não me parece apropriada. E não contestem a lei como se fosse uma medida de torquemadas caseiros. Em quantos países já se proibiu o tabaco nos locais públicos? E, para terminar por hoje, não digam que o propósito da lei é sancionar um vício (e uma liberdade) e não evitar um dano. Querem ser liberais? Foi um liberal como Stuart Mill quem formulou o "princípio do dano", o princípio de que a intervenção do Estado sobre as pessoas contra a sua vontade só se justifica para evitar que se cause dano a outros. O fumo passivo causa ou não um dano?|

Sociedade

O mau e o bom exemplos dados por José Sócrates

Os exemplos têm de vir de cima e neste particular o primeiro-ministro deu um péssimo exemplo ao País nas três vezes que puxou por um cigarro e o acendeu a bordo do avião da TAP que o transportava para a visita de Estado à Venezuela.José Sócrates tem plena consciência do facto de ser um líder de opinião quanto aos usos e costumes públicos, e por isso sempre fez questão de fumar às escondidas, nunca se deixando fotografar ou filmar com o cigarro aceso, na mão ou na boca.

Sociedade

ARREDONDAMENTOS O GOVERNODOS BUROCRATAS

Nos últimos anos, dezenas de países aprovaram leis contra o consumo de tabaco em locais abertos ao público. À primeira vista é estranho que países com culturas e costumes tão diversos tenham adoptado quase em simultâneo leis semelhantes. No caso português, a lei resulta de uma imposição do legislador e de parte da sociedade contra a outra parte. A lei foi apresentada aos portugueses como um facto consumado e irreversível, não foi discutida na campanha eleitoral e é muitas vezes justificada pela aprovação de leis similares em países considerados mais desenvolvidos. A verdade é que as leis aprovadas nesses países resultam de uma convenção da Organização Mundial de Saúde (OMS). Foram impostas pelos tecnocratas da OMS, burocratas não eleitos que conseguem ter mais influência nas nossas vidas que os políticos legitimamente eleitos. Aquilo que parecia um movimento mundial contra o tabaco , não passa afinal de uma decisão tomada por um conjunto muito restrito de técnicos. O governo dos burocratas despreza as particularidades locais, é opaco e não representativo.