Featured

Featured

CES. O que promete o primeiro grande evento tecnológico de 2020?

Todos os anos, o CES junta milhares em Las Vegas, em busca das tendências que vão marcar o ano tecnológico. 5G, mobilidade e a próxima era de televisores estão na agenda. É uma das primeiras romarias do mundo tecnológico. Todos os anos, centenas de milhares de pessoas rumam até Las Vegas, nos Estados Unidos, para conhecer as tendências que prometem ditar os próximos passos da indústria. Criado em 1967, o Consumer Electronics Show (CES) reúne debaixo do mesmo teto as grandes marcas da indústria - só no ano passado foram 4500 expositores. Ao longo de quatro dias, são desfilados conceitos ambiciosos, protótipos e muito mais, [...]

Featured

OrCam. O dispositivo que torna óculos inteligentes e muda vidas

Dispositivo que nasceu em Israel lê em voz alta qualquer texto, faz reconhecimento facial de rostos e promete ser a visão artificial portátil de que muitos precisam. Mas o potencial tecnológico pode ser bem mais amplo. A tecnologia pode abrir um mundo de possibilidades e é precisamente isso que a startup israelita OrCam tentou criar com um aparelho que acaba por tornar no ser humano numa espécie de ciborgue, ou não ficasse com capacidades acrescidas graças a um aparelho que se usa em qualquer tipo de óculos e que acabou de ser eleito pela revista Time como uma das 100 [...]

Featured

Projeto de família: imprimir um Lamborghini

Henry Ford, criou a linha de montagem para a sua fábrica e impulsionou um modelo de empresa que acabaria por se impor no país e por ser exportado para o resto do planeta no século XX. Por isso, nada de fazer piadas com o que sai de uma garagem do Michigan, da Pensilvânia ou... do Colorado.Foi precisamente neste estado no oeste dos Estados Unidos da América que nasceu um projeto que aliou esse espírito empreendedor às novas tecnologias e à filosofia do "faça você mesmo". Trata-se de uma réplica do Lamborghini Aventador que um professor de Física e o seu filho mais novo construíram na garagem de casa, imprimindo as suas peças em 3D.Quando o membro mais novo da família Backus perguntou ao pai se lhe podia dar o seu carro preferido do videojogo Forza Horizon 3, este deveria ter respondido que os mais de 300 mil euros que custa a versão base do veículo italiano estavam bastante longe do orçamento familiar. Em vez disso, com muito engenho, conhecimentos de engenharia, cerca de 20 mil euros e um sem-fim de tutoriais do YouTube, o professor Sterling Backus e o seu filho conseguiram uma proeza com a qual se divertem não só eles, mas também todas as crianças da vizinhança. Uma excelente demonstração de que a ciência e a tecnologia podem ser divertidas e motivo de inspiração para os mais novos.Entrevista e edição: Azahara Mígel e Ainara NievesTexto: José L. Álvarez Cedena

Featured

Computação quântica, uma peça-chave da cibersegurança global

Em plena Segunda Guerra Mundial, Alan Turing e a sua equipa foram recrutados pelos serviços secretos britânicos para tentar vencer a poderosa máquina Enigma. Idêntica a uma máquina de escrever, o exército de Hitler utilizava-a para encriptar as suas mensagens e ataques durante a guerra. A configuração da Enigma era mudada todos os dias e o seu mecanismo, formado por vários rotores modificáveis, permitia 159 triliões de combinações possíveis a cada 24 horas. Dez homens dedicados a ela todo o dia demorariam 20 milhões de anos a decifrar o código. Turing, pai da computação atual, percebeu que a única forma possível de vencer uma máquina era com outra máquina. Foi por isso que criou Christopher, a primeira máquina batizada como "Bombe", capaz de decifrar todos os códigos encriptados pela Enigma.Hoje, quase 70 anos depois desta façanha que mudou o curso da História, todo o mundo está empenhado na corrida pela liderança da próxima fase da computação: a quântica. Uma tecnologia cujo interesse, para além de tentar compreender em que consiste, assenta nas suas poderosas aplicações. As que mais interessam às diferentes potências mundiais vão desde a encriptação de comunicações ao desenho de novos fármacos personalizados, passando pela possibilidade de desenvolver uma inteligência artificial mais intuitiva e precisa.Nessa corrida encontra-se a Europa – algo atrasada em relação à China e aos EUA –, que lançou em 2018 a Quantum Flagship, uma iniciativa da União Europeia para a investigação na área quântica com um orçamento de mil milhões de euros ao longo de 10 anos. Carlos Abellan, cofundador da QuSide, empresa dedicada à cibersegurança e integrada na Quantum Flagship europeia, garante que "a Internet quântica será o culminar de uma série de tecnologias que estão em desenvolvimento." Diz-se que será impossível piratear a rede quântica e que esta viajará à velocidade da luz, mais ainda faltam alguns anos para o comprovar. "Há quem diga que, dentro de dez anos, teremos um computador quântico, mas já o diziam há dez anos. O que sei é que haverá um computador quântico num prazo mais curto, mas não tem de ser um computador quântico universal”, refere Abellan. Universal ou não, a primeira geração de computadores quânticos será capaz de realizar certas ações mesmo antes de alcançar o seu pleno desenvolvimento. Ações como a encriptação de mensagens, algo que, se Turing ressuscitasse, seria um desafio ainda maior do que decifrar a Enigma.Entrevista e edição: Azahara Mígel, Noelia Núñez, Mikel Agirrezabalaga Texto: Azahara Mígel

Featured

"O algoritmo é mais estúpido do que um gato doméstico", diz líder do Facebook IA

Falámos com o chefe da investigação do Facebook em inteligência artificial, Yann LeCun, que nos explicou que o chamado deep machine learning e os algoritmos usados pelo próprio Facebook ainda não são propriamente inteligentes. Foi durante a nossa visita ao quartel-general europeu de inteligência artificial do Facebook, o chamado Facebook AI, em Paris, que pudémos falar com aquele que é considerado um dos principais cientistas a nível mundial precisamente nessa área. O francês Yann LeCun recebeu recentemente aquele que é considerado o prémio Nobel da computação, o prémio Turing. Há cinco anos que está no Facebook e foi ele que criou [...]