ética

inovação

Se a inteligência artificial da Google abusar, dê-lhe um puxão de orelhas

Utilizadores vão poder contestar escolhas feitas pelos sistemas de inteligência artificial da empresa - e tudo em nome da ética. A Google já enfrentou - e ainda enfrenta - problemas por os seus algoritmos apresentarem preconceito e enviesamento relativamente a questões como género, etnia ou ideologia política. Mas se o trabalho de Jen Gennai e da sua equipa resultar, as polémicas por falta de ética têm os dias contados. A executiva, líder de inovação responsável em inteligência artificial (IA), está a trabalhar em novos mecanismos para tornar os serviços Google mais transparentes, éticos e justos. Para a tecnológica, o segredo [...]