DN Life

Comportamento

Há 22 níveis de maldade, segundo esta escala.

Desenvolvida pelo psiquiatra forense americano Michael Stone, a Escala da Maldade mede o lado mais negro do ser humano. Que todos nós temos, de resto. Texto de Ana Pago Por cá, também o jornalista Hernâni Carvalho usou os critérios estabelecidos por Stone - motivo, método e crueldade - para conceber o seu próprio Índice da Maldade com os criminosos que horrorizaram os portugueses: Renato Seabra, Rei Ghob, Manuel Palito, o Monstro de Beja, o Estripador de Lisboa e tantos outros. «Esta é provavelmente a característica humana menos conhecida e a que mais intriga as diversas comunidades científicas», admite o autor, [...]

Comportamento

Há pessoas que nunca se lembram dos sonhos. E há razões para isso

Não se entende bem a origem, o que significam e porque são tão díspares. Apesar de ainda existirem vários mistérios em torno dos sonhos, o facto é que sonhamos todas as noites. No entanto, nem todos temos a mesma capacidade de nos recordamos dos sonhos. Texto de Alexandra Pedro | Fotografia ShutterStock «Imaginação do inconsciente», «vontades reprimidas» ou mera «atividade cerebral confusa» são algumas das explicações que existem para os sonhos. Entre as grandes dúvidas que existem sobre esta matéria, há uma que se destaca: porque conseguem algumas pessoas recordar-se melhor dos sonhos do que outras? Deirdre Leight Barrett, professora [...]

Opinião

Divididos ao meio: separados, todos na mesma casa

Esta é uma realidade cada vez mais frequente. Falamos de casais com filhos que, pelos mais variados motivos, decidem não se separar mesmo quando já nada funciona na relação. Seja por questões económicas (a casa para pagar, as dívidas que foram contraídas, o receio de, sozinhos, não conseguirem sustentar os filhos), seja pelo facto de as crianças serem ainda pequenas e, por essa razão, acreditar-se que uma separação parental poderá ser traumática. Existe ainda a pressão familiar e social, a dependência emocional, o receio em ficar sem suporte ou em perder o contacto regular com os filhos.

Uncategorized

DN LIFE: Como as redes sociais estão a afetar o nosso cérebro. Este domingo, com o DN

O terceiro domingo do mês é dia de DN Life, a revista de saúde, família, bem-estar e comportamento do Diário de Notícias. Neste domingo, falámos com especialistas para perceber como o consumo excessivo de redes sociais está a afetar o cérebro humano e a forma como vemos o mundo e nos relacionamos com o mundo. Ainda no domínio do cérebro, entrevistámos a neurocientista Diana Prata, que está a investigar o papel de uma hormona chamada oxitocina no comportamento social. Os resultados da sua investigação poderão ser um importante contributo para o tratamento de doenças como a esquizofrenia, o autismo ou [...]

Comportamento

Guerra e paz nos relacionamentos prejudica a saúde mental

Quem não se lembra de torcer pela Carrie e o Big, na série O Sexo e a Cidade, ou pelo Ross e a Rachel em Friends? Dois casais que demoraram anos a encontrar a estabilidade, entre ruturas e reconciliações. As relações atuais passam muitas vezees por desavenças e pazes e finais nem sempre definitivos, mas este carrossel de emoções não ajuda em nada a saúde mental, diz novo estudo. Texto de Ana Patrícia Cardoso | Fotografia de iStock Quantas vezes já acabou e recomeçou com o seu parceiro? Hoje, a grande maioria das relações pautam-se por este vaivém emocional entre [...]

família

Como falar da morte às crianças

No Dia dos Mortos - e nos outros que sejam de perda - ajudamo-lo a pensar sobre a melhor forma de explicar a morte às crianças. Texto de Ana Pago | Fotografias da Shutterstock VERDADE A morte é sempre um assunto difícil de abordar. «Até com os adultos, quanto mais com as crianças, mas falar sobre ela é uma forma de atenuar a ansiedade que nos provoca», diz Teresa Andrade, psicóloga clínica e professora associada no Instituto Universitário Egas Moniz. O melhor é falar abertamente quando percebemos que o desfecho se aproxima, com verdade, tendo em conta a sua idade [...]

cancro

Imunoterapia: quando o sistema imunitário combate o cancro

Novas descobertas, vários ensaios clínicos em curso, provas dadas em alguns tipos de tumor fazem da imunoterapia, um tratamento que tem vindo a mudar o paradigma do tratamento do cancro. Em Portugal, algumas das inovações já estão a fazer a diferença na prática clínica. Texto de Cláudia Pinto | Fotografia de Shutterstock O prémio Nobel da Fisiologia ou Medicina de 2018 foi conhecido a 1 de outubro, em Estocolmo, e atribuído ao norte-americano James P. Allison e ao japonês Tasuku Honjo, com um valor de nove milhões de coroas suecas, aproximadamente 870 mil euros. O trabalho distinguido consistiu «na descoberta [...]