divórcio

Comportamento

O amor não escolhe idades (ou será que sim?)

Podem ser dez anos de diferença entre o casal. Ou 20. Ou muitos mais - diz quem sabe que não tem a mínima importância gostar de alguém que seja mais velho ou mais novo do que nós. A única coisa que importa é o amor. Texto de Ana Pago | Fotografias da Shutterstock João Costa, 53 anos, e Filipa Silva, de 36, cresceram a ouvir dizer que o amor não tem idade (quem a tem somos nós), chega sempre na hora certa (seja ela qual for) e anos são apenas números quando se ama alguém (tal como a altura ou [...]

Opinião

Avaliação da parentalidade: não existem bolas de cristal

«É o pai/mãe competente para exercer a parentalidade?» «Que tipo de vínculos afectivos estabeleceu o pai/mãe com a criança?» «Existe algum indicador de que o pai/mãe possa não satisfazer todas as necessidades da criança.» «Observa-se algum comportamento maltratante ou negligente por parte deste pai/mãe?» Estas e outras questões são colocadas pelo sistema judicial em processos de promoção e protecção, processos de regulação do exercício das responsabilidades parentais ou mesmo em processos de inquérito. Processos judiciais cujas decisões dependem, entre outros factores, da resposta do psicólogo a estas mesmas questões. Uma resposta que exige protocolos de avaliação rigorosos, orientados por guidelines [...]