Dia das Bruxas

Continuamos a acreditar em supertições. E há (boas) razões para isso

Comportamento

Continuamos a acreditar em supertições. E há (boas) razões para isso

Entrar com o pé direito, não passar por debaixo de um escadote, procurar trevos de quatro folhas, fazer figas, não abrir chapéus de chuva dentro de casa, não deixar tesouras em cima da cama, não sentar treze pessoas à mesa. Quem nunca cedeu a superstições? Ou porque lhe foram incutidas em criança ou porque está tão enraizado culturalmente que as integramos no nosso comportamento ou só porque sim. A verdade é que, segundo a ciência, há mais nas superstições do que apenas uma crença irracional e difícil de explicar. Estas têm realmente um papel ativo no nosso quotidiano, seja na [...]