Desalojados

Mundo

O lento despertar de um pesadelo

Um ano depois de 26 de Dezembro de 2004, há muito por fazer antes que a tragédia do tsunami entre na história das más recordações da humanidade. Em Banda Aceh, na ilha indonésia de Samatra, onde morreram mais de dois terços das cerca de 231 mil vítimas do sismo e do maremoto, há meio milhão de desalojados a viver em tendas ou edifícios públicos transformados em dormitórios. O sistema de alerta e mitigação de tsunamis do Oceano Índico (IOTWAS), que promete reduzir a metade as vítimas de um maremoto futuro, ainda não está operacional. Nos países atingidos, há milhares de corpos por identificar e dezenas de milhares de desaparecidos que provavelmente nunca serão encontrados.