depressão

Comportamento

Como as novas tecnologias mostram o cérebro a sorrir

A imagiologia cerebral, que permite observar a atividade dos neurónios em direto, abriu a porta ao estudo da felicidade pelas neurociências. Já sabemos que as emoções positivas passam pelos mesmos circuitos da recompensa e do prazer, mas esta aventura está praticamente a começar. Texto de Filomena Naves | Fotografias Leonel de Castro É uma caminhada, sobretudo, das últimas três décadas. Eterno desafio para filósofos e poetas, matéria-prima da literatura, do cinema e das artes, a felicidade - esse estado de alma tão íntimo e subjetivo, quase indefinível, efémero, e sempre ansiado - já não é um tema estranho à neurobiologia. [...]

Comportamento

Confirma-se: mulheres têm o cérebro mais ativo do que os homens, diz a ciência

E não só pensam mais do que eles como são mais empáticas, intuitivas e... ansiosas. Cientistas esperam que conhecer bem o cérebro de homens e mulheres abra caminho à cura de doenças irreversíveis como a de Alzheimer. Texto de Ana Pago | Fotografias da Shutterstock Diz-se que as mulheres amam demasiado, choram demasiado e pensam demasiado, encorajadas por uma cultura autoanalítica que as faz passar horas a matutarem na vida. As mulheres respondem que não, que basta desses lugares-comuns. Esta mania de insistir que somos emotivas e ruminadoras já enjoa. E enjoa, mesmo sendo a ciência a vir garantir agora [...]

bem-estar

Monja Coen: «Buda, se fosse vivo, estaria nas redes sociais»

Tem 71 anos e uma gargalhada sonora. Toda ela é energia positiva, alguma impaciência, que ainda não conseguiu domar, e tranquila sabedoria. Nasceu Cláudia Dias Baptista de Souza, em São Paulo, numa família católica com ascendentes portugueses, estudou em colégio de freiras, casou com 14 anos, foi mãe aos 17, divorciou-se, fez-se jornalista, rebelou-se, viveu os anos de chumbo da ditadura brasileira. Assentou, foi funcionária do Banco do Brasil em Los Angeles e pelo caminho encontrou o budismo e a meditação, que a levaram ao Japão, já ordenada Monja Coen [círculo perfeito].