Daniel Deusdado

Opinião

Verdes: pode haver Política com olhos no longo prazo?

Finalmente um desafio capaz de mudar o paradigma. Governos de quatro anos pensam a quatro anos. Gerem a economia para ter resultados que garantam a vitória no final desse prazo. Fazem os cortes nos primeiros dois anos e dão as benesses nos dois últimos, sabendo quão vaga é a memória do eleitorado. Mas, e agora? Se a onda verde crescer politicamente pelo mundo, não adianta atirar uns amendoins aos circunstantes. Enquanto a Economia e as Finanças são fluidas e relativamente manipuláveis, o Ambiente não. As alterações climáticas são um dossier para décadas. A mudança de hábitos também. Como podem os atuais atores políticos habituarem-se a pensar além dos quatro ou cinco anos dos mandatos?

Premium

Daniel Deusdado

Na minha rua não havia árbitros nem VAR: só bom-senso

1. O maior trauma da minha vida desportiva aconteceu no liceu por causa de um árbitro. Jogava-se a final de futebol de inter-turmas do 8º ano. Nesse ano a minha turma estava repleta de repetentes - altos e bons jogadores. Só arranjei uma maneira de fazer parte dos cinco jogadores titulares: ser o guarda-redes. E funcionou. Ganhamos todos os jogos das eliminatórias até chegarmos à final, no último dia de aulas. Apoteose no liceu. A escola toda em volta do parque de jogos do Rodrigues de Freitas, no Porto. E aquela final do 8º ano era um dos pontos altos da manhã.

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

Daniel Deusdado

A geringonça sequestrada por ela própria

Os Amarelos que hoje ameaçam mostrar a sua existência são um efeito secundário do cancro da geringonça. Esse cancro é, desde o primeiro minuto, a luta fratricida entre a força sindical do PCP/CGTP e a nova atuação sindical do Bloco de Esquerda (BE). Este contrapoder ao PS segmenta-se por "grupo de interesse", um a um, sejam professores, maquinistas ou trabalhadores do Estado, colocando em cima da mesa o maior problema da nossa situação: até onde pode ir o nível de impostos para pagar a paz social. E a esquerda custa sempre mais aos contribuintes?

Premium

Daniel Deusdado

Começar pelas portagens no centro nas cidades

É fácil falar a favor dos "pobres", difícil é mudar os nossos hábitos. Os cidadãos das grandes cidades têm na mão ferramentas simples para mudar este sistema, mas não as usam. Vejamos a seguinte conta: cada euro que um português coloca num transporte público vale por dois. Esse euro diminui o astronómico défice das empresas de transporte público. Esse mesmo euro fica em Portugal e não vai direto para a Arábia Saudita, Rússia ou outro produtor de petróleo - quase todos eles cleptodemocracias.