Daniel Deusdado

Opinião

Alta velocidade, PANdemónio e Elisa no sítio certo

1. E de repente, parece haver um consenso sobre a ferrovia. À esquerda já existia mas Rui Rio também veio anunciá-lo pelos sociais-democratas, uma espécie de sacrilégio. O velho PSD abanou, de que foi exemplo José Miguel Júdice: no seu comentário semanal na SIC Notícias tratou de desfazer o líder do seu ex-partido. E, como se notou por Júdice, interessa pouco o que está em causa. Conta a tática. É um "investimento público colossal e o PSD não devia apoiar algo assim". Ora, talvez para Júdice só faça sentido apoiar grandes empreitadas com parcerias público-privadas que, entretanto, pagamos a peso de ouro até à eternidade (o caso da Brisa e das outras concessões de auto-estradas são flagrantes). Comboios? Que desgraça...!

Daniel Deusdado

E se saísse da prisão e comprasse uma bicicleta?

A minha nova bicicleta, elétrica, tem mais de três mil quilómetros feitos num só ano. Nunca imaginei que acabasse por andar tanto quando a comprei. Começou por ser uma ideia teórica - ir trabalhar todos os dias com ela - até passar a ser real. Nos últimos doze meses só por uma vez usei um carro na ida para o trabalho porque estava a com alguma febre. Em meia dúzia de dias de dilúvio (sim, realmente não chove insistentemente, nem no Inverno...) usei os transportes públicos.

Opinião

Verdes: pode haver Política com olhos no longo prazo?

Finalmente um desafio capaz de mudar o paradigma. Governos de quatro anos pensam a quatro anos. Gerem a economia para ter resultados que garantam a vitória no final desse prazo. Fazem os cortes nos primeiros dois anos e dão as benesses nos dois últimos, sabendo quão vaga é a memória do eleitorado. Mas, e agora? Se a onda verde crescer politicamente pelo mundo, não adianta atirar uns amendoins aos circunstantes. Enquanto a Economia e as Finanças são fluidas e relativamente manipuláveis, o Ambiente não. As alterações climáticas são um dossier para décadas. A mudança de hábitos também. Como podem os atuais atores políticos habituarem-se a pensar além dos quatro ou cinco anos dos mandatos?

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?