CPLP

São Tomé e Príncipe

Trovoada diz que apuramento dos votos decorreu sob "pressão jamais vista"

Os juízes do Tribunal Constitucional, disse o primeiro-ministro são-tomense à Lusa, esta sexta-feira, "estavam a trabalhar debaixo de ameaças e insultos, pneus que estavam lá prontos a serem incendiados, caixotes de lixo, grupos organizados de delinquentes, e com uma grande promiscuidade, com a presença de líderes políticos da oposição"