construção

Pela América do tio Silva

Um gigante da construção que ainda é negócio de família

Aos 29 anos, Catarina gere uma das cinco cimenteiras do pai, Américo Barreiro, um transmontano que chegou a Miami há 40 anos e do nada construiu um império. Entre os seus clientes, contam-se alguns milionários americanos e o próprio estado da Florida, mas continua a ser a família - pai, mãe e dois filhos - a tomar conta dos negócios e a assumir diretamente a relação com os que escolhem o grupo Barreiro