Conselho de Segurança da ONU

Nações Unidas

Na alta-roda da política mundial

Portugal foi eleito por três vezes para o Conselho de Segurança, o organismo mais poderoso da Organização das Nações Unidas. Participou na tomada de decisões sobre guerra e paz, fez passar a mensagem de que é um país que "ouve antes de decidir" e assumiu-se como porta-voz dos países pequenos junto dos "senhores do mundo". Agora, há um português na corrida para secretário-geral, António Guterres. Neste mês, às segundas-feiras, o DN conta-lhe como foram as seis décadas da participação portuguesa na ONU