Comportamento

Deixe-se de preocupações: a maioria delas nunca vai acontecer, diz estudo

Comportamento

Deixe-se de preocupações: a maioria delas nunca vai acontecer, diz estudo

Estar alerta é importante e recomenda-se, mas não é o mesmo que viver apreensivo por tudo e por nada. Sobretudo quando preocupações a mais só trazem doença. Texto DN Life Custa a crer que o ser humano se preocupe tanto ao longo do dia: com eventuais zangas no trabalho, a bateria do carro, o trânsito que pode apanhar, o açúcar a mais nos iogurtes, o Brexit, a conta do gás, o que fará para o jantar, a natação dos miúdos, as alterações climáticas, a escassez de água, os pesticidas nos alimentos, a ideia de vir a ter um cancro devastador, [...]

Ana Moniz

"Paga-se muito cara a ausência de robustez emocional dos nossos líderes"

A carreira política não é uma mudança abrupta de vida, é uma escolha, mas ainda assim a responsabilidade de ter os destinos de um país nas mãos, a exposição à crítica, o ritmo acelerado, as pressões a gerir, as decisões a tomar, desgastam física e psicologicamente. O que é preciso para ser um bom chefe de governo e sobreviver foi o que perguntámos a Ana Moniz, psicóloga clínica especialista em liderança e autora de Este Livro não É para Fracos. Entrevista de Catarina Pires | Fotografia de João Silva/Global Imagens De acordo com o resultado das eleições do passado domingo, [...]

Comportamento

Associações de pais: muito interventivas nas escolas, pouco atrativas para as famílias

Por esta altura, muitos encarregados de educação são aliciados para fazer parte das associações de pais das escolas dos filhos. Alguns assustam-se com o tempo que é necessário e as burocracias envolvidas. Outros não sabem para que servem estes grupos organizados de encarregados de educação. O que fazem estes movimentos? Como podem ser úteis? E que desafios enfrentam? Texto de Joana Capucho Há mais de uma década que José Cardoso faz parte do movimento associativo parental. O advogado envolveu-se com as associações de pais quando a filha entrou para o pré-escolar e nunca mais saiu. "Para quem gosta e se [...]

Comportamento

Da criatividade ao autoconhecimento: os benefícios de estar só

A solidão é considerada a nova epidemia das sociedades modernas. Vários estudos têm vindo a demonstrar os danos do isolamento social na saúde: diabetes, doenças cardiovasculares, problemas de sono, morte prematura. Mas passar tempo sozinho também pode trazer muitos benefícios para a vida pessoal e profissional. Desde que seja uma escolha consciente. Texto de Joana Capucho | Fotografia de i-Stock Há mais de duas décadas que Ricardo Beja, de 42 anos, vive sozinho. No início não foi uma escolha, mas depois passou a ser. "Gosto muito de estar sozinho, mas num sítio onde rapidamente possa socializar com outras pessoas", conta [...]

Comportamento

"Dizer a alguém com baixa autoestima 'tens que ser forte' pode ser muito doloroso"

Nascemos Frágeis e Recebemos Ordens para Sermos Fortes. O livro do psiquiatra, psicoterapeuta e grupanalista João Carlos Melo é um olhar sobre o narcisismo e a autoestima, que põe do outro lado da lupa a natureza humana, a evolução da espécie e a própria psiquiatria. Nós quisemos perceber como se constrói essa coisa fundamental que é a autoestima. E como a falta dela pode parecer um excesso. Entrevista de Catarina Pires | Fotografia de Gerardo Santos/Global Imagens O ser humano, ao contrário dos outros animais, é totalmente dependente quando nasce e demora muito mais tempo a atingir a maturidade. Nascemos [...]

Comportamento

Como esquecer o dia seguinte ao de um assalto?

Texto de Joana M. Soares Nove de junho de 2009. Luzia, de 57 anos, recorda como se fosse hoje. “Como esquecer?” O relógio segue nas 21 horas, é quase verão e ainda há luz. Depois de mais um dia a cumprir a vida, Luzia chega a casa de carro – novo -, abre a garagem e é surpreendida por três jovens que lhe entram pela viatura dentro, de arma de fogo apontada. “Ofereci resistência.” Por causa da resistência, mais tarde, no hospital, levou 27 pontos na cabeça. “Deram-me com a arma na cabeça com tanta força e eu a resistir, […]

sexo

"Se os casais não falarem sobre o que gostam, sujeitam-se ao sexo possível"

Facto: o sexo tende a esfriar à medida que a união evolui, por mais perfeito que seja o casal. Facto: preferimos mil vezes ficar sem prazer do que pensar, sequer, em falar ao parceiro dos nossos desejos e receios. Afinal, quando é que vamos começar a dizer ao outro o que nos vai na alma? Texto de Ana Pago | Fotografia de iStock e Shutterstock Quem julga que o que mais prejudica o sexo entre o casal será a rotina, o clássico de tirar tudo exceto as meias, ritmo de vida alucinado ou o cansaço em que andamos, está enganado [...]