ciberataques

Vice-Almirante Torres Sobral, 64 anos ao serviço do Estado

Torres Sobral, ex-diretor do Gabinete Nacional de Segurança

"Os próximos tempos vão ser difíceis para as Forças Armadas"

Serviu o Estado português durante 64 anos, de Salazar a António Costa, passando por José Sócrates e Pedro Passos Coelho. Já depois de reformado como Vice-Almirante da Marinha renovou e reforçou o Gabinete Nacional de Segurança, foi o "pai" do Centro Nacional de Cibersegurança" e terminou a sua carreira como presidente do Conselho de Fiscalização do Segredo de Estado. Com 22 anos, José Torres Sobral foi o mais novo comandante da Armada e esteve na guerra em Angola e Moçambique. Nesta única entrevista de vida que deu, mostra-se apreensivo com os "tempos difíceis" que antevê para as Forças Armadas e desiludido com políticos. Confessa que Gouveia e Melo terá o seu voto se for candidato à Presidência da República.