caxemira

Opinião

Caxemira: questão não é Índia retaliar, mas sim com que fúria

O problema de Caxemira, cuja soberania é disputada por potências nucleares, começa pelo seu simbolismo, com o K inicial (em inglês) a ser a terceira letra do nome inventado para pátria dos muçulmanos da Índia ainda na era colonial britânica, esse Paquistão (Pakistan) ou "País dos Puros" nascido finalmente em 1947. Já para a União Indiana, a moderna Índia também independente desde 1947, Caxemira é a prova da diversidade, pois é o único estado que tem maioria muçulmana num país esmagadoramente hindu, mas orgulhoso de ser pátria de outras religiões, de sikhs a cristãos.

entrevista DN

"Situação em Caxemira tem piorado no último ano"

Primeiro-ministro de Azad Caxemira entre 1996 e 2001, Sultan Mahmood Chaudry continua a ser um dos políticos mais influentes na parte do território sob controlo do Paquistão. Filho de um líder histórico caxemirense e formado em Direito no Reino Unido, esteve em Lisboa para alertar para os problemas na parte de Caxemira governada pela Índia, tendo-se reunido com o Grupo Parlamentar de Amizade Portugal-Paquistão. Em entrevista ao DN, mostrou-se um otimista moderado sobre o futuro de Caxemira e as relações entre Paquistão e Índia.