carros

carros

Para brisas de Realidade Aumentada para tornar os carros mais seguros

Por vezes, uma transformação é precedida de um acidente. O caso paradigmático que exemplifica esta teoria é o de Paulo de Tarso, a quem um clarão do céu fez cair do cavalo a caminho de Damasco. Este acontecimento fê-lo abandonar a sua profissão ao serviço do Império e abraçar a fé cristã. A sua lenda, de tão icónica e exemplar, é celebrada e representada em inúmeras interpretações artísticas.Vitaly Ponomarev não estava perto da cidade síria quando sofreu o seu acidente, mas sim numa estrada de Moscovo, e não montava um cavalo, conduzia um Audi A6. O que causou o seu acidente também não foi uma luz vinda do céu, mas sim uma indicação do sistema de navegação que o fez desviar momentaneamente os olhos da estrada. O resultado foi um pequeno acidente de viação, sem consequências graves. O que, para a maioria das pessoas, teria significado apenas um transtorno e custos cobertos pelo seguro, para Ponomarev foi o início de uma transformação tecnológica que o levou, pouco depois, a fundar uma empresa que pretende mudar para sempre a forma como conduzimos, tornando-a mais segura.“Somos líderes mundiais em sistemas de realidade aumentada para carros”, explica Ponomarev para indicar a atividade da WayRay, a sua empresa. “Desenvolvemos um sistema ótico especial baseado em elementos óticos holográficos. Em vez de termos uma imagem reduzida no para brisas, podemos abranger todo o para brisas com a realidade aumentada. Podemos ver objetos virtuais a flutuar no ar, longe do para brisas, e integrá-los literalmente na realidade. É por isso que chamamos a isto realidade aumentada real.” Ou, em resumo, o que a WayRay propõe é disponibilizar diante dos olhos do condutor todo um mundo de sinais, alertas e indicações de forma natural, graças à tecnologia desenvolvida pela empresa. Na WayRay, trabalham especialistas em diferentes áreas, como química, ciência dos materiais, ótica, microeletrónica, robótica ou mecânica. A explicação? O que propõem é tão inovador que, mais do que adaptar e reinterpretar tecnologias já existentes, foi preciso idealizar soluções completamente novas.O sistema da WayRay responde aos gestos do condutor à sua frente, e incorpora uma câmara HD e vários sensores que localizam constantemente o veículo e fazem o mapeamento do meio que o rodeia. Obviamente, o dispositivo irá crescendo à medida que as cidades forem também incorporando dispositivos ligados com os quais possa interagir e trocar informação. Embora a WayRay esteja agora sobretudo direcionada para a indústria automóvel, Ponomarev é ambicioso e acredita que os seus sistemas terão muito mais utilidades: “Enquanto empresa, o nosso objetivo é disponibilizar os nossos mundos virtuais através de painéis transparentes. Ou seja, queremos estar em todo o lado onde possamos ver através de janelas transparentes, seja na construção, nos escritórios, seja noutro tipo de transportes, incluindo carros, comboios, aviões, em qualquer lado em que possamos ver através de um vidro transparente. Achamos que fazemos parte deste novo mundo em mudança.”Entrevista e edição: Azahara Mígel, Ander ManeroTexto: José L. Álvarez Cedena

estilo

Este McLaren é (muito) mais barato que o iPhone XS Max

A marca de automóveis britânica McLaren anunciou esta semana, na sua sede em Woking, o lançamento do smartphone McLaren OnePlus 6T. O telemóvel chega hoje ao mercado e é bem mais barato que o modelo topo de gama da Apple: custa 699 euros. Este modelo surge de uma parceria entre a McLaren e os chineses da OnePlus. Enquanto os britânicos trataram do design e dão credibilidade ao produto, os fabricantes de smartphones trataram de toda a parte tecnológica (clique na imagem no topo do texto e percorra a galeria para ver, ao pormenor, este McLaren OnePlus 6T. No final do [...]

Motores

Kylie Jenner oferece Ferrari de 300 mil euros à mãe pelo aniversário

Kylie Jenner, uma das irmãs de Kim Kardashian, ofereceu um Ferrari 488, avaliado em 300 mil euros, à mãe, Kris Jenner, como prenda de aniversário. A matriarca da famosa família norte-americana só completa 63 anos no dia 5 de novembro, mas recebeu o carro dos seus sonhos como presente antecipado. Este carro é um dos Ferraris mais potentes de sempre, com 720 CV, e é capaz de ir dos zero aos 100 quilómetros por hora em apenas 2,85 segundo. A sua velocidade máxima é de 340 quilómetros por hora (clique na imagem no topo do texto e percorra a galeria [...]

Motores

Será que os smartphones vão substituir as chaves do carro?

E se, para pôr o seu carro a trabalhar, bastasse apenas um telemóvel? Mais de 70 empresas já disseram «sim» ao Car Connectivity Consortium (CCC), uma tecnologia que vai permitir colocar o automóvel em andamento e que será compatível com todas as marcas de carros e dispositivos móveis. Em breve será possível abolir a chaves do carro, que tanto espaço às vezes ocupam, ou que às vezes são tão difíceis de encontrar na mala.