Carlos Silva

congresso

"Se a esquerda queria condicionar o executivo, tivesse ido para o governo"

A UGT abre hoje o XIII congresso, no Porto, com o crescimento o emprego no topo da agenda. Carlos Silva, secretário-geral da União Geral de Trabalhadores, promete manter o acento no diálogo e no compromisso. As dúvidas sobre a atual solução de governo já lá vão e elogia agora a "responsabilidade" dos partidos que sustentam o executivo. Não sem reparos ao PCP e BE, que "se esquecem" dos custos financeiros que as medidas têm para o país. Mas Carlos Silva acredita que a esquerda fará "tudo" para que o PS se mantenha no governo.