Bolívia

Bolívia

Exército força a queda de Evo Morales, após 13 anos no poder

O comandante em chefe das Forças Armadas da Bolívia, Williams Kaliman, fez uma conferência de imprensa este domingo "exigindo" ao presidente Morales a sua renúncia. E Morales, que de manhã tinha anunciado novas eleições devido a indício de fraude, acabou por se demitir. O seu vice-presidente fala de "golpe". Deverá a presidente do Senado, com 30 anos, a assegurar a transição.