Bernardo Pires de Lima

Bernardo Pires de Lima

Choque sistémico colossal

Não há memória de uma derrota tão colossal de um primeiro-ministro na era moderna da política britânica. Quem mais se aproximou foi o trabalhista Ramsay MacDonald em 1924, por 166 votos, menos 64 do que Theresa May. Westminster viveu, por isso, um dia singular na sua história, o que em condições normais levaria de imediato à demissão da primeira-ministra, numa fuga humilhante pela porta dos fundos. Curiosamente, não é este o cenário mais plausível, pelo menos na forma abrupta que muitos esperavam.

Premium

Opinião

2020 é já ali

Depois de dois anos em que as maiorias republicanas no Congresso estenderam a passadeira a Donald Trump, pode um Congresso de maiorias distintas limitar o poder executivo e influenciar o rumo da administração até 2020? Poder, pode, mas tudo dependerá da habilidade política dos democratas, ainda sem uma agenda percetível e uma renovação dos seus quadros capaz de gerar a dinâmica imprescindível para galvanizar as primárias do partido e, depois, derrotar Trump.