Bernardo Pires de Lima

Bernardo Pires de Lima

As presidenciais começam hoje

Tem sido, surpreendentemente, o grande ausente da extensa análise eleitoral, mas o Presidente da República continuará a ser o elemento preponderante da política nacional. Tal como a legislatura acabou por ser cumprida também porque Belém nunca se definiu como contrapoder a uma solução governativa singular, mas antes como gestor dos equilíbrios e dos resultados, a ausência da maioria absoluta virtual esperada por António Costa (PS+PAN) faz de 2020 o ano mais importante do mandato do Presidente da República.

Bernardo Pires de Lima

Espanha: as europeias começaram ontem

Como sempre, houve vencedores e derrotados, ascensões e declínios, erros táticos e acertos estratégicos. A esmagadora maioria das análises estão aqui concentradas, dando um pequeno salto até aos cenários aceitáveis com a nova aritmética parlamentar. Não quero ir por aí. Também não quero insistir nas dinâmicas que levaram à fragmentação partidária ou ao crescimento da extrema-direita. As últimas crónicas semanais neste jornal trabalharam essa argumentação, isto se não contarmos com os últimos anos de análise sobre a política europeia. Há, porém, três ângulos que gostaria de trazer ao debate.