Belgrado

Belgrado

207 detidos em protesto 'antigay' na Sérvia

A polícia de choque sérvia envolveu-se ontem em confrontos com centenas de militantes de extrema-direita que protestavam contra a marcha de Orgulho Gay no centro de Belgrado. No dia anterior, mais de duas mil pessoas marcharam contra o evento, evocando "o respeito por valores da família". Os manifestantes lançaram fogo a carros, assaltaram lojas e vandalizaram contentores do lixo. O edifício do Partido Socialista foi apedrejado, assim como a estação televisiva RTS. Também o edifício do Partido Democrático, do Presidente Boris Tadic, foi incendiado como forma de protesto pelo apoio à marcha. A polícia teve de lançar gás lacrimogéneo aos que atiravam pedras, garrafas de vidro e cocktails Molotov, enquanto gritavam "morte aos homossexuais!". Segundo a AP, 124 polícias e 17 civis ficaram feridos e 207 manifestantes foram detidos. A marcha de ontem foi vista como um teste ao Governo sérvio, que se comprometeu a proteger os direitos humanos, um dos critérios que o país tem de respeitar para aderir à UE.