Bélgica

COVID-19

Cem mil mortos depois, a resposta global é persistir no confinamento

Há mais de 1,6 milhões de pessoas infetadas em todo o mundo, mas o novo coronavírus, que surgiu na China, continua a atingir em especial a Europa e os EUA. Mais de metade da população mundial está sujeita a medidas de isolamento e não faltam vozes a exigir o regresso à normalidade, porém a OMS avisa que o "levantamento demasiado rápido das restrições poderá conduzir a um ressurgimento mortal".