austeridade, crise

Filósofo alemão

Habermas alerta para exigência de uma "democracia direta"

O filósofo alemão Jurgen Habermas afirmou, em Lisboa, que no mundo ocidental há uma apatia e um distanciamento em relação aos políticos e há uma exigência, por parte dos cidadãos e grupos de protesto, de uma democracia direta. Falou também que a política imposta pela Alemanha de que cada estado controle o seu orçamento nacional por conta própria, está a afetar os países em crise nos setores sociais "mais desprotegidos".