augusto santos silva

Premium

augusto santos silva

As cátedras Camões e o ensino da língua portuguesa no estrangeiro

A influência, ou soft power, de Portugal baseia-se em três recursos principais: a consistência da política externa, a diáspora e a língua. O português é uma das línguas mais faladas no mundo e uma das que mais crescem. É uma língua pluricontinental e pluricêntrica. Tem duas variedades bem distintas, europeia e brasileira, e variedades nacionais africanas em formação. Em Portugal, Brasil e São Tomé e Príncipe, é a língua materna. Em Angola e Moçambique, além de ser língua materna de um número crescente de indivíduos, é a língua veicular - a língua que quase todos compreendem e em que comunicam os falantes de diversas línguas maternas. Em Timor-Leste, Cabo Verde e Guiné-Bissau, o português não é língua materna da generalidade da população nem pode ser considerado como a língua veicular, convivendo com outras línguas (o tétum, os crioulos), sem deixar de ter valor referencial na administração, na escola ou nos negócios. O português é ainda uma das línguas oficiais da Guiné Equatorial e da Região Especial de Macau. Mercê das diásporas lusófonas, a nossa língua é falada em muitas comunidades espalhadas pelo mundo. Deixou, enfim, traços históricos em muitas paragens, do Uruguai à Malásia ou do Quénia à Indonésia.