assassinato

Espanha

Polícia procura por arma do crime no rio Bernesga

As autoridades espanholas ainda não conseguiram encontrar a arma com que María Montserrat González Fernández terá alegadamente assassinado a dirigente do PP de León. A suspeita autora material do homicídio e a sua filha estão detidas. O marido e pai das duas suspeitas, um inspetor da polícia, garantiu que mantém na sua posse a arma de serviço e que não tinha conhecimento da suposta intenção da mulher de matar Isabel Carrasco.