Aquarius

migrantes

Dois portos franceses e três catalães disponíveis para acolher Aquarius

Itália e Malta já negaram a entrada do navio humanitário e Espanha diz que atualmente "não é o porto mais perto e, portanto, o mais seguro". O autarca de Sète e as autoridades da Córsega, no Sul de França, já se mostraram disponíveis para acolher os 141 imigrantes. "Para que a honra da Europa seja preservada". Também a Catalunha está solidária com o Aquarius