Agora Mesmo

Opinião

Não é Hillary Clinton! É uma sósia...

Os japoneses ouviram pela primeira vez a voz do seu imperador quando Hirohito se rendeu aos americanos e a primeira foto que viram dele foi ao lado do general MacArthur. Razão tinham os imperadores japoneses em se esconder dos súbditos. Estende-se a mão ao povo e eles querem logo perscrutar o lóbulo da orelha! É o que está a acontecer a Hillary Clinton... "Não é ela, é uma dupla!", eis a mais recente suspeita dos conspiracionistas americanos.

Agora Mesmo

De repente, Antero Henrique...

Como os cafés que se inauguram nas ruas pobres, porta-sim, porta-não, asfixiando-se, os programas televisivos de futebol suicidam-se mutuamente nos nossos domingos à noite. Os já clássicos da SIC Notícias (Play Off), TVI 24 Horas (Desporto 24) e RTP3 (Trio de Ataque) são agora disputados por mais do mesmo na TVI, em canal aberto (Futebol Mais), CMTV e Sport TV... Desporto que é só futebol; futebol que é só Benfica, FC Porto e Sporting; três grandes que só são tricas entre os três. Em estúdio, conversetas longas de duas horas.

Agora Mesmo

Brasil, entre corruptos e irresponsáveis

No dia 5 de junho de 1944, Edmond Lurcher, conhecido ladrão de obras de arte londrino, telefonou a Winston Churchill, dizendo-lhe que tinha uma obra de John Constable para vender. O preço era muito baixo, 50 libras. Será que ele podia entregar o quadro na residência oficial do primeiro ministro, no dia seguinte?, perguntou o gatuno. Churchill adorava as paisagens de Constable, a oferta excitou-o e, àquela hora, eram 10 da manhã, ele tinha aberto a segunda garrafa de Johnnie Walker Red Label. Seja como for, os valores morais de Churchill já estavam entaramelados e ele aceitou: "Eu compro!" Mas pôs uma condição: "Não me apareças com o quadro amanhã." E explicou: "Vamos invadir a Normandia e eu já combinei com o general Eisenhower estarmos juntos a coordenar o ataque aos malditos nazis!" E assim ficou.

Agora Mesmo

E o Óscar foi... para propaganda abençoada

Em junho, o referendo brexit pode atirar a União Europeia pela borda fora da Grã-Bretanha. E, em novembro, acabam os dois mandatos de Obama que, em política externa, foram marcados pelo "Pivot to East Asia", recentrando os interesses americanos no Pacífico. Quer dizer, talvez fiquemos em breve sem um dos dois únicos exércitos europeus a sério (restará, por enquanto, o francês) e sem o interesse privilegiado da única potência mundial na economia europeia.

Agora Mesmo

A luta desigual e injusta: Uber contra táxis

Conta o site do DN que, esta manhã, enquanto um tribunal de Lisboa condenava um taxista por ter furado os pneus de uma viatura da Uber, taxistas agrediam um motorista da mesma empresa, junto ao Hotel Sheraton, no Porto. Eis um conflito com largo futuro! A plebe (taxistas e motoristas) combate-se, águas violentas de quem se fala, enquanto ninguém fala das margens que a comprimem: um abuso internacional chamado Uber.