A vida do dinheiro

"Começa a ser absurdo, com a crise de mão-de-obra que temos, discutir salários abaixo dos 800€"

António Saraiva, presidente da CIP

"Partido mais votado deve formar governo e o segundo apoiá-lo"

António Saraiva defende que valor do SMN devia definir-se com base em três fatores: crescimento, inflação e ganhos de produtividade. "Sem isso, metas são fantasiosas." Gostava de ter visto maior abertura da economia já e lamenta que o Estado tenha um padrão para o setor público e outro para o privado. Das eleições, o líder dos patrões defende que deve sair um acordo PS/PSD no parlamento. "É o mais favorável para o país".