Urgência de Ortopedia do Hospital de Santarém com limitações até às 8.00 de terça-feira

As limitações devem-se à falta de ortopedistas. Em caso de necessidade os doentes serão transferidos para outra unidade hospitalar.

O serviço de urgência de Ortopedia do Hospital Distrital de Santarém (HDS) continua esta segunda-feira com limitações, situação que se vai manter até às 8.00 de terça-feira, disse fonte da instituição.

Questionado pela Lusa, o HDS indicou que os restantes serviços de urgência estão normalizados, depois de, no fim de semana, terem existido limitações no bloco de partos e cirurgia traumatológica, por falta de anestesistas, o que levou ao reencaminhamento de doentes urgentes para outros hospitais da rede.

O HDS esclarece que as limitações na Urgência de Ortopedia se devem à falta de ortopedistas e que todos os doentes que se deslocarem à unidade por sua iniciativa "serão atendidos pela equipa de cirurgia e em caso de necessidade transferidos com acompanhamento médico e de enfermagem para o hospital de referência".

O Hospital de Santarém solicitou, no sábado e no domingo, ao Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU)/Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) o reencaminhamento de doentes urgentes para outros hospitais da rede, por falta de anestesistas.

No fim de semana anterior, o HDS tinha funcionado com uma equipa de obstetrícia reduzida, tendo igualmente solicitado ao CODU/INEM o reencaminhamento de utentes para outros hospitais da rede.

Fonte do HDS disse, então, à Lusa que as urgências de obstetrícia não foram encerradas, tendo sido reencaminhadas apenas as utentes transportadas de ambulância.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG