Três pessoas morreram hoje nas praias da Nazaré e Costa de Caparica

Dois espanhóis foram levados por uma onda na Nazaré. Um homem morreu na Costa de Caparica a tentar salvar um casal

Um homem e uma mulher espanhóis morreram hoje na praia da Nazaré, confirmou ao DN o capitão do comado local da Nazaré da Polícia Marítima. Na Costa de Caparica, o mar terá feito uma terceira vítima mortal, um homem de 31 anos, que morreu a tentar resgatar outras duas pessoas em dificuldades.

O incidente de hoje na Nazaré foi o primeiro a provocar vítimas mortais este ano. O casal espanhol - ela com 75 anos, ele com 77 - foi colhido por uma onda quando se encontravam no areal. Acionados os meios de socorro, a mulher foi retirada da água em paragem cardiorrespiratória, tendo ainda sido realizadas manobras de reanimação no local. No entanto, acabou por morrer. O homem esteve desaparecido durante um período de tempo, mas o seu corpo foi detetado nas imediações da barra do Porto da Nazaré, explicou o capitão do comado local da Nazaré da Polícia Marítima, Paulo Agostinho.

O responsável lembra que a época balnear ainda não começou e que a praia não tinha vigilância.

Segundo o CDOS de Leiria, o alerta foi dado, via 112, às 14:35 e no local estiveram os bombeiros e elementos da Capitania da Nazaré, com sete viaturas e dois meios aquáticos, além da PSP.

Na Praia da Rainha, Costa de Caparica, também se registou hoje uma vítima mortal. Um homem de 31 anos terá tentado salvar um casal que estava em apuros e acabou por morrer já no hospital.

O segundo comandante dos bombeiros voluntários de Cacilhas, Jorge Paulo, disse à agência Lusa que o homem morreu por afogamento no Hospital Garcia de Orta, em Almada, para onde foram também transportados os dois outros feridos ligeiros por hipotermia.

Aquele responsável adiantou que foram feitas ao homem manobras de reanimação e foi ainda transportado com vida para o hospital.

O CDOS de Setúbal adiantou que o alerta foi dado às 13:15 e estiveram, na Praia da Rainha, os bombeiros de Cacilhas, INEM e elementos da Polícia Marítima. Também aqui a praia não estava vigiada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG