SpaceX quer enviar dois turistas espaciais à Lua no próximo ano

Musk não identificou clientes e recusou-se a dizer quanto vão pagar para participar nesta missão que demorará uma semana - disse apenas que não é "ninguém de Hollywood"

A empresa SpaceX quer enviar dois turistas espaciais numa viagem à volta da Lua já no próximo ano, usando uma nave espacial que está a desenvolver para astronautas da NASA e ainda um foguetão que nunca foi experimentado. O anúncio foi feito esta segunda-feira.

O lançamento do que será o primeiro voo turístico para lá da órbita da Estação Espacial Internacional está previsto para 2018, disse o milionário Elon Musk.

Musk não identificou clientes e recusou-se a dizer quanto vão pagar para participar nesta missão que demorará uma semana - disse apenas que não é "ninguém de Hollywood". Revelou ainda que os dois interessados se conhecem, já avançaram um depósito "substancial" e vão passar por um treino intensivo antes da missão.

"Acho que há um mercado para um ou dois destes [voos] por ano", disse, estimando que os "bilhetes" cobrados pela SpaceX poderão contribuir 10 a 20 por cento para as receitas da empresa.

O plano da SpaceX envolve uma viajem de 480 mil a 640 mil km até à Lua, antes de a nave ser novamente apanhada pela gravidade da Terra - uma trajetória semelhante à da missão Apollo 8 da NASA, em 1968, um ano antes da alunagem.

Musk disse ainda que esta expedição só terá lugar depois de a SpaceX começar a transportar astronautas para a Estação Espacial, um serviço que vai prestar à NASA e que se espera que possa ter início em 2018. Aliás, o foguetão Falcon Heavy deverá estrear-se no final deste ano.

O CEO da Tesla espera que missões como esta forneçam oportunidades de treino para chegar a Marte, o objetivo da SpaceX, uma empresa que tem planeadas cerca de 70 missões ao serviço da NASA e de outros clientes comerciais, no valor de dez mil milhões de dólares.

Com Reuters

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG