Sonda Cassini já teve o seu final apoteótico

À hora prevista, a sonda incendiou-se na atmosfera de Saturno

Correu como o previsto. Cerca das 12.55 em Portugal, a sonda Cassini incendiou-se na atmosfera de Saturno, confirmou a Nasa, após uma série de 22 mergulhos inéditos entre o planeta e os anéis que começou em abril.

A NASA salientou que a sonda mostrou a beleza de Saturno. "Agora cabe-nos a nós continuar a explorar", escreveu no Twitter, onde também partilhou as imagens do momento em que se perdeu o sinal.

"A Cassini faz agora parte do planeta que estudou", afirmou o responsável pela missão.

Vinte anos após ter sido lançada no espaço, a sonda deixa de emitir sinais, mas só 83 minutos após o mergulho no planeta é que a Terra receberá os últimos dados recolhidos. "Será como um eco", disse Earl Maize, responsável pelo projeto Cassini no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em Pasadena, na Califórnia.

É o final de uma missão que nos últimos 13 anos revelou informações importantes sobre Saturno, as suas Luas e os seus anéis. Até então, nunca nenhuma nave tinha estado tão próxima do planeta.

Exclusivos

Premium

Flamengo-Grémio

Jesus transporta sonho da Champions para a Libertadores

O treinador português sempre disse que tinha o sonho de um dia conquistar a Liga dos Campeões. Tem agora a oportunidade de fazer história levando o Flamengo à final da Taça Libertadores para se poder coroar campeão da América do Sul. O Rio de Janeiro está em ebulição e uma vitória sobre o Grémio irá colocar o Mister no patamar de herói.