Bombeiros retiram mulher do cimo da Torre dos Clérigos

A mulher, uma turista portuguesa de 49 anos, sentiu-se mal após subir ao último varandim do monumento, perdendo os sentidos e acabando por desmaiar

Os bombeiros sapadores do Porto retiraram esta quinta-feira uma mulher de 49 anos do cimo da Torre dos Clérigos que, após subir até ao último varandim do monumento, se sentiu mal e desmaiou, disse fonte do batalhão.

O alerta foi dado às 10:41, quando os bombeiros sapadores foram chamados a auxiliar o INEM para retirar uma mulher do cimo da Torre dos Clérigos.

"A vítima era uma turista portuguesa que se sentiu mal quando chegou ao cimo da torre. Acabou depois por perder os sentidos e desmaiar", explicou a fonte.

Os sapadores deslocaram-se ao local com uma equipa de salvamento em grande ângulo mas a vítima acabou por recuperar os sentidos e foi retirada com uma cadeira de resgate.

Por precaução, a vítima foi encaminhada para o Hospital de Santo António.

Na sequência desta ocorrência, a Irmandade dos Clérigos agradeceu, através de um comunicado, "a rápida e eficaz intervenção das diversas entidades que participaram na operação de resgate, nomeadamente as equipas do INEM, da Emergência e Reanimação do Hospital de Santo António, dos Bombeiros Sapadores do Porto e da PSP".

No mesmo documento, refere que o resgate demorou cerca de 40 minutos e que "os turistas colaboraram e aguardaram tranquilamente".

Terminada a operação de resgate, a Torre dos Clérigos foi reaberta ao público, estando a igreja e o museu funcionar com normalidade durante todo o dia.

Exclusivos