PJ investiga violência em Santos que envolveu disparo

Vídeo amador mostra violência entre vários homens em frente ao restaurante Palácio do Kebab. Proprietário do estabelecimento foi agredido e atingiu um dos agressores ao defender-se com faca

A Polícia Judiciária está a investigar um episódio de violência esta segunda-feira de manhã na zona entre o bairro de Santos e o Cais do Sodré, em Lisboa, que envolveu uma arma de fogo. As televisões mostraram um vídeo onde são visíveis agressões violentas entre seis elementos do mesmo grupo e o proprietário do restaurante Palácio do Kebab. A rixa começou por volta das 7.30 de segunda-feira e envolveu sete homens que já foram identificados pela PSP, incluindo o dono do restaurante.

Segundo apurou o DN com fonte policial, os seis jovens, com idades entre os 22 e os 30 anos, saíram àquela hora de um bar/discoteca e dirigiram-se ao estabelecimento em frente.

O proprietário do restaurante Palácio do Kebab, na rua D. Luís I (entre o Cais do Sodré e Santos), explicou à SIC Notícias que várias pessoas entraram no restaurante quando este tinha acabado de abrir mas ainda estava apenas em limpezas, sem servir clientes. O grupo não ficou satisfeito com essa explicação e terá então ficado cada vez mais exaltado, acabando por agredir o proprietário do Palácio do Kebab e roubar o terminal multibanco.

O dono do estabelecimento tentou defender-se recorrendo a uma faca que utiliza na cozinha, tendo atingido um dos agressores na cabeça.

A rixa veio até à rua, onde foram filmadas as imagens difundidas pela SIC, e um dos membros do grupo desordeiro terá mostrado e disparado uma arma de fogo, apontando deliberadamente para o chão. O DN apurou que a PJ já recolheu um invólucro no local mas a arma não foi recuperada. Tratar-se-á de uma pistola calibre 6.35mm. Segundo confirmou fonte policial, ninguém foi atingido com a arma.

Quatro jovens foram identificados pela PSP no hospital de São José, para onde foram levados com ferimentos leves. Outros dois foram identificados no hospital Garcia de Orta, em Almada, uma vez que vivem na Margem Sul.

O proprietário do restaurante foi levado para o hospital de São José com ferimentos ligeiros, e teve alta no próprio dia.

Entretanto surgiu um segundo vídeo, divulgado no You Tube, que mostra os momentos de violência.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG