PJ deteve médico suspeito de violação e coação sexual na Covilhã

É suspeito de um crime de violação e quatro crimes de coação sexual, ocorridos ao longo dos últimos meses, em ambiente hospitalar e sobre três vítimas diferentes.

Um médico de 68 anos foi detido pela alegada prática um crime de violação e quatro crimes de coação sexual, ocorridos na cidade da Covilhã, no distrito de Castelo Branco, informou esta sexta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ adianta que o médico é "o presumível autor de um crime de violação e quatro crimes de coação sexual, ocorridos ao longo dos últimos meses, em ambiente hospitalar e sobre três vítimas diferentes".

"Na sequência da denúncia de uma das vítimas, foram desenvolvidas diversas diligências de investigação, as quais permitiram identificar o suspeito da prática dos crimes em causa, bem como as circunstâncias em que os mesmos ocorreram", aponta o Departamento de Investigação Criminal da Guarda, sem especificar a unidade onde os crimes terão ocorrido.

Segundo a informação, o detido foi entretanto presente às competentes autoridades judiciárias, acabando submetido às medidas de coação de proibição de contactos com as vítimas e de suspensão do exercício de profissão e correspondentes funções médico hospitalares.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG