Patinho pródigo regressa a casa depois de cinco anos a "viajar" pelo mundo

Patinho de borracha andou pelas Caraíbas, México, Honduras, Coreia do Sul, Suíça, Tailândia, entre outros, na companhia de um "raptor", cuja identidade não é conhecida

Gale Ducky regressou, final e misteriosamente, a casa. O patinho de borracha roubado há cinco anos a uma família norte-americana de New Hampshire voltou ao estado natal depois de ter viajado por mais de 20 países e múltiplas cidades dos Estados Unidos. Até ao momento, desconhece-se a identidade do autor ou autores do viajado "sequestro".

Gale foi entregue à porta de casa no início de Agosto, acompanhado por uma mala repleta de postais e souvenirs dos muitos lugares que teve o "prazer" de visitar nestes últimos anos: um chapéu da Disney, chaves de quartos dos hotéis de Salzburgo, na Áustria, mapas da Tailândia e da África do Sul, conta a Sea Coast Online.

Poucos meses depois do "rapto" do patinho - que foi levado do quintal de casa - a família Troiano, proprietária do brinquedo, recebeu um postal do Kuwait. Eram encorajados a seguir as aventuras de Gale no Facebook e a mensagem contava já detalhes de inúmeras viagens do pato, das Honduras a Amesterdão e Médio Oriente.

A jornada inexplicável de Gale Ducky tem vindo a ser documentada desde o início na rede social e a página conta com mais de 750 seguidores (entre os quais a família Troiano, que ficara sem ele). Gale andou pelas Caraíbas, México, Coreia do Sul, Suíça, Zimbabwe, Islândia e Panamá, bem como por Orlando, San Diego e Las Vegas, nos Estados Unidos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG