Nova droga sem cheiro e sem cor usada para violações

Inicialmente o químico age como o álcool, mas a pessoa fica mais eufórica e pode ter alucinações. Depois, o efeito é de sedação

Foi descoberta uma nova droga sem cor nem cheiro nas festas noturnas do Brasil. A substância transmite sintomas desde a euforia à sonolência e é usada essencialmente para violar mulheres.

Conhecido como "ecstasy líquido" ou "gotas do amor", o ácido Gamma-Hidroxibutírico (GHB) é geralmente misturado com bebidas alcoólicas e, segundo disse aos media brasileiros o delegado adjunto da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (Deten), possui um sabor levemente salgado e é praticamente impossível de detetar.

Já foram feitas várias denúncias anónimas e descobertos casos de violação de raparigas jovens normalmente de classe alta e média alta, maioritariamente nas zonas de Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro.

Segundo especialistas de Toxicologia e Farmacologia, o GHB começa a atuar em cerca de dez a trinta minutos podendo o seu efeito durar entre duas a cinco horas. A droga deprime o sistema nervoso central, responsável pelo controlo do corpo. Inicialmente age como o álcool, mas a pessoa fica mais eufórica e pode mesmo chegar a ter alucinações. Depois o efeito é de sedação e consequentemente pode ocorrer amnésia.

Já foram até registados casos de morte por paragem cardiorrespiratória.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG