Nobel da Medicina para Yoshinori Ohsumi pela investigação da autofagia

Biólogo japonês contribuiu de forma decisiva para que fossem conhecidos os mecanismos da autofagia celular

O Prémio Nobel da Medicina foi hoje atribuído ao japonês Yoshinori Ohsumi, pela investigação do especialista dos "mecanismos da autofagia", informou a academia sueca.

Em comunicado, a academia refere que o laureado "descobriu e elucidou" sobre os mecanismos da autofagia, um "processo fundamental para a degradação e reciclagem dos componentes celulares".

A palavra autofagia vem das palavras gregas 'auto', que significa "o próprio", e 'phagein', que significa comer, pelo que significa comer-se a si próprio.

O conceito da autofagia emergiu na década de 1960, quando os investigadores observaram pela primeira vez que a célula tinha a capacidade de destruir os seus próprios componentes. O termo de "autofagia" foi cunhado em 1963 por Christian de Duve, também ele distinguido com o Nobel da Medicina, em 1974.

As dificuldades em estudar este mecanismo determinaram que permanecesse praticamente desconhecido até que Yoshinori Ohsumi, especialista em biologia celular, conseguiu através de uma série de experiências com fermento de padeiro identificar os genes essenciais para a autofagia, no início da década de 90 do século passado. As descobertas do japonês levaram à instituição de um novo paradigma no entendimento de como as células reciclam o seu conteúdo.

"As suas descobertas abriram o caminho à compreensão da importância fundamental da autofagia em muitos processos fisiológicos, como a adaptação à fome ou a resposta à infeção. As mutações nos genes da autofagia podem provocar doenças e o processo autofágico está envolvido em diversos problemas, incluindo o cancro e a doença neurológica.

Embora a autofagia seja conhecida há mais de 50 anos, a sua importância fundamental na fisiologia e na medicina só foi reconhecida após a investigação de Yoshinori Ohsumi nos anos 1990, que o júri do Nobel da Medicina considera ter operado uma mudança de paradigma.

Yoshinori Ohsumi nasceu em 1945 em Fukuoka, no Japão e terminou o seu doutoramento na Universidade de Tóquio em 1974.

Após três anos na Universidade Rockefeller, em Nova Iorque, regressou à Universidade de Tóquio, onde estabeleceu a sua equipa de investigação, em 1988.

Desde 2009, é professor no Instituto de Tecnologia de Tóquio.

A temporada dos prémios Nobel 2016 começou esta quarta-feira com o anúncio do Nobel da Medicina e prossegue com o da Física (terça-feira), da Química (quarta-feira), da Paz (sexta-feira) e da Economia (dia 10).

O Nobel da Literatura será atribuído a 13 de outubro.

Os prémios Nobel, criados em 1895 pelo químico, engenheiro e industrial sueco Alfred Nobel (inventor da dinamite), foram atribuídos pela primeira vez em 1901.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG