Não, a NASA garante que não está a enviar crianças raptadas para Marte

Teoria da conspiração foi revelada num programa que já foi elogiado por Donald Trump

Levar humanos a Marte é o próximo grande objetivo da Agência Espacial norte-americana, NASA, e até de iniciativas privas, mas esta semana a NASA teve de vir desmentir um rumor de que já há humanos no planeta vermelho: aliás, de que é a própria NADA que está a enviar crianças raptadas na Terra para povoar Marte.

O rumor recebeu exposição público porque foi afirmado no programa de rádio do norte-americano Alex Jones, conhecido por promover teoria da conspiração e por ter recebido Donald Trump, que na altura lhe fez vários elogios. O seu programa passa em mais de 118 estações de rádio e chega a milhões de pessoas.

"Nós acreditamos que há uma colónia em Marte que é populada por crianças que foram raptadas e enviadas para o espaço para uma viagem de 20 anos", disse Robert David Steele no programa de quinta-feira, numa altura em que falavam de tráfico de crianças e crimes sexuais. Uma vez em Marte, continuou, as crianças não têm outra alternativa se não ser escravas nessa colónia.

Alex Jones comentou, a determinada altura, que a maior parte da atividade da NASA é secreta, e como as sondas que são enviadas para Marte são desligadas.

Não tardaram a chover os pedidos para a NASA comentar estas afirmações e na sexta-feira uma porta-voz da agência disse ao site Daily Beast que os rumores são falsos. "Não há humanos em Marte", garantiu Guy Webster.

Alex Jones expõe as suas teorias no site InfoWars. Uma das que tem gerado mais indignação é a de que no massacre de Sandy Hook, em que 27 pessoas foram mortas, incluindo 20 crianças, houve uma encenação e foram usados atores.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG