Micaela: como o meu pai matou a minha mãe

A jovem de 26 anos, licenciada em Psicologia, conta no livro a história real do pai, Álvaro Dias, que em abril de 2009 invadiu o escritório onde a mulher trabalhava e matou-a a tiro

"História de vida - Por ti e para ti" é o livro que Micaela Pereira, de 26 anos, escreveu e que apresentará hoje na Feira do Livro de Paços de Ferreira, conta o Jornal de Notícias. No centro da narrativa está o drama da sua própria família: Álvaro Dias, o pai, que matou a mãe de Micaela a tiro em abril de 2009.

Micaela cresceu a ver o pai agredir a mãe. E em muitas situações foi mesmo obrigada a colocar-se entre os dois para proteger a progenitora, Laura Andrade. Ao longo dos anos, a jovem de 26 anos foi prevendo que as agressões quase diárias iriam terminar numa tragédia e tentou convencer a mãe a abandonar a casa da família, situada em Paços de Ferreira. Conseguiu-o em abril de 2009, mas três semanas depois de ela, o irmão e a mãe terem deixado a residência, o pai invadiu o escritório onde a mulher trabalhava e matou-a a tiro. Em seguida, tentou suicidar-se, mas falhou o seu intento.

Até hoje Álvaro Dias recusa receber a filha na cadeia. Para Micaela o livro foi uma "terapia" e uma "homenagem à mãe e a todas as vítimas de violência doméstica".

Exclusivos