R(t) sobe e aproxima-se de 1. Número de internamentos aumenta

Boletim diário da DGS indica que há mais 2338 pessoas que recuperaram da covid-19. Foram registados 2370 novos casos e 14 mortes. R(t) sobe para 0,99.

Portugal confirmou 2370 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Relatório desta sexta-feira (27 de agosto) refere também que foram registadas mais 14 mortes.

Existem agora 675 internados com covid-19 (mais cinco face ao reportado na quinta-feira), dos quais 144 estão em unidades de cuidados intensivos (menos seis), sendo que há mais 2338 pessoas que recuperaram da doença, num total de 967 662 recuperados.

Em relação aos valores da matriz de risco, o índice de transmissibilidade, denominado de R(t), regista uma ligeira subida, aproximando-se do valor 1. Passa de 0,98 para 0,99, tanto a nível nacional como no continente.

Já a taxa de incidência (a 14 dias) mantém-se estável, passando de 312,8 para 312,7 casos de covid-19 por 100 mil habitantes em todo o território nacional. No continente, este indicador passa de 317,1 para 317,7 infeções por 100 mil habitantes.

A região Norte é a que concentra o maior número de novos casos de covid-19), com 866 (soma, no total, 396 776), seguida de Lisboa e Vale do Tejo, que reportou mais 773 novas infeções. Com esta atualização, a região da capital ultrapassa os 400 mil casos confirmados desde o início da pandemia (400 723).

Foram confirmados mais 315 diagnósticos de covid-19 no Centro, 239 no Algarve, 114 no Alentejo, 39 na Madeira e 25 nos Açores.

A DGS indica que dos 12 óbitos registados em 24 horas, cinco ocorreram na região Centro, quatro em Lisboa e Vale do Tejo, três no Norte, um no Alentejo e um no Algarve.

Sete das vítimas mortais tinham mais de 80 anos e quatro entre os 70 e os 79 anos. Foram registadas duas mortes no grupo etário entre os 60 e os 69 anos e um óbito na faixa etária entre os 50 e os 59 anos.

Desde o início da pandemia (em março de 2020), Portugal confirmou mais de um milhão de casos de infeção pelo novo coronavírus (1030 791) e 17 703 mortes.

Perante este novo balanço, existem agora 45 426 casos ativos da doença (mais 18 do que no dia anterior).

Relatório diário refere também que há mais 363 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde, são, no total, 46 973.

Dados atualizados da pandemia em Portugal no dia em que a Alemanha retirou a Área Metropolitana de Lisboa da lista de destinos de "alto risco" de infeção por SARS-CoV-2, mantendo, no entanto, a região do Algarve.

Casa aberta. Utentes podem ser vacinados em qualquer centro do país

A partir desta sexta-feira, pode ser vacinado contra a covid-19 em qualquer centro de vacinação de Portugal continental, informou a task force. Para isso, basta que recorra ao sistema de senha digital da modalidade "casa aberta", refere a task force coordena o plano de vacinação.

"A partir de hoje, dia 27 de agosto, os utentes poderão ser vacinados contra a covid-19 em qualquer centro de vacinação de Portugal Continental à sua escolha, bastando para isso recorrer ao sistema de senha digital da modalidade 'Casa Aberta'", lê-se no comunicado da estrutura liderada pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo.

"A partir desta data, estes utentes poderão ainda escolher um ponto de vacinação distinto para tomar a segunda dose. Para o efeito, deverão solicitá-lo aquando da toma da primeira dose", refere a task force.

Também as pessoas que fizeram o autoagendamento da toma da vacina poderão, a partir desta sexta-feira, apresentar-se em qualquer centro de vacinação. Os horários da modalidade "Casa Aberta" encontram-se disponíveis em https://covid19.min-saude.pt/casa_aberta/.

Taxa de ocupação dos estádios passa de 33% para 50%

Também esta sexta-feira o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional confirmou (LPFP), Pedro Proença, o aumento para metade da lotação dos estádios, face às restrições da pandemia de covid-19, considerando ser "mais um passo firme e seguro no regresso à normalidade".

De referir que na quinta-feira a DGS atualizou a orientação 009/2021, permitindo o aumento da taxa de ocupação dos recintos desportivos de 33% para 50%.

Esta medida vai ser adotada já nos jogos da quarta jornada da I Liga, que vai ser disputada entre esta sexta-feira e domingo, e da II Liga, que arrancou na quinta-feira e tem o último encontro marcado para 15 de setembro.

Alunos dos 3.º ciclo e secundário, professores e funcionários vão ser testados no regresso às aulas

E com a aproximação da data que marca o início do ano letivo, o Ministério da Educação anunciou que as escolas do 3.º ciclo e secundário vão realizar rastreios dos alunos à covid-19 no início das aulas e a testagem vai abranger professores e funcionários de todos os níveis de ensino.

A decisão surge na sequência de um parecer emitido esta quinta-feira pela DGS, que recomenda "um 'screening' dirigido à comunidade escolar", independentemente de as pessoas estarem ou não vacinadas.

O próximo ano letivo arranca entre 14 e 17 de setembro e até 15 de outubro deverão ser testados todos os alunos do 3.º ciclo e secundário e os funcionários de todos os níveis de ensino. Segundo a tutela, os rastreios vão decorrer em três fases.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG