Mais 11 006 casos e 23 mortes nas últimas 24 horas

Há menos 120 pessoas hospitalizadas devido à covid-19, estando agora, no total, 1358 doentes internados, indica o boletim diário da DGS.

Foram confirmados, em 24 horas, 11 006 novos casos de covid-19 em Portugal, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Há a registar 23 mortes devido à infeção por SARS-CoV-2, indica o relatório desta terça-feira (1 de março).

Dados mostram que há agora 1358 internados (menos 120 face ao dia anterior), dos quais 96 estão em unidades de cuidados intensivos (menos seis), sendo que foram contabilizados mais 1752 casos de pessoas que recuperam da doença (são, no total, 2 787 126 recuperados).

Lisboa e Vale do Tejo é a região com o maior número diário de infeções (3817), seguida do Centro, com 2947.

Confirmaram-se mais 1979 casos no Norte, 772 no Alentejo, 634 no Algarve, 504 na Madeira e 353 nos Açores.

Das 23 mortes registadas em 24 horas, 10 ocorreram na região Norte, seis em Lisboa e Vale do Tejo, seis no Centro e uma no Algarve.

Só dois testes gratuitos por pessoa até final do mês

Desde o início da pandemia, em março de 2020, as autoridades de saúde portuguesas confirmaram 3 273 624 casos de covid-19 e 21 039 óbitos.

Ao dia de hoje, Portugal soma 465 412 casos ativos de covid-19 (mais 9 231), refere o boletim diário no dia em que cada cidadão passa a ter direito a dois testes rápidos antigénio (TRAg) gratuitos, depois de o Governo ter reduzido para metade os quatro testes mensais que comparticipava.

A comparticipação dos testes ao vírus SARS-CoV-2 por parte do Governo foi estendida até final do mês de março, mas foi reduzida de quatro por cidadão/mês para dois.

Na alteração publicada na segunda-feira, em Diário da República, a portaria que estabelece o regime excecional e temporário de comparticipação de testes rápidos de antigénio de uso profissional, o Governo justifica esta decisão com a evolução da situação epidemiológica em Portugal.

"A situação epidemiológica causada pela pandemia da doença covid-19 tem verificado uma evolução positiva em Portugal. O número de novos casos diários de infeção por SARS-CoV-2, bem como o número de cidadãos internados, incluindo em cuidados intensivos, também tem reduzido, muito graças à proteção conferida pela elevada taxa de vacinação que se verifica no nosso país", afirma.

A portaria, assinada pelo secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, aponta ainda o levantamento de várias medidas aplicadas no âmbito da pandemia, designadamente o fim da exigência de apresentação de certificado digital, salvo no controlo de fronteiras, bem como da exigência de teste com resultado negativo para acesso a grandes eventos, recintos desportivos, bares e discotecas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG