Máfia chilena paga 500 mil euros a quem ajude presos a fugir

A verba terá sido utilizada para financiar a fuga dos dois chilenos e de um português da cadeia de Caxias

Os três chilenos e um português que estavam em prisão preventiva por assaltos a residências, na cadeia de Caxias, terão conseguido fugir da prisão, no domingo, com o apoio da máfia chilena. Segundo avança a edição de hoje do Jornal de Notícias, a máfia chilena está a oferecer entre 200 mil e meio milhão de euros a quem ajudar a fugir os seus elementos presos.

A verba oferecida pela organização criminosa, que tem dezenas de membros a atacar em Portugal em assaltos a casas, sobretudo de milionários, pressupõe a criação de condições para que os chilenos em fuga consigam regressar ao seu país.

Os três homens fugiram depois de ter serrado as grades da cela com fio metálico e de cortarem a vedação do estabelecimento prisional.

Segundo a mesma notícia do JN, os serviços prisionais e a PSP deslocaram ontem meios para as estações de comboios de Caxias e para as praças de táxis para tentar capturar algum fugitivo. Mas nenhum deles foi encontrado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG