Madre Teresa de Calcutá vai ser canonizada em setembro

A Congregação para a Causa dos Santos concluiu em julho as investigações sobre a alegada cura miraculosa de um homem brasileiro

O Papa Francisco anunciou esta terça-feira que a canonização de Madre Teresa de Calcutá vai ser celebrada a 4 de setembro.

A decisão foi tomada num consistório encarregado de examinar a causa da religiosa, que morreu em 1997 e foi beatificada em 2003. O Papa aprovou em setembro passado um milagre atribuído à intercessão da freira, depois de a Congregação para a Causa dos Santos ter concluído em julho as investigações sobre a alegada cura miraculosa de um homem brasileiro, de 35 anos, afetado por uma grave doença no cérebro, que se curou de uma forma tida como inexplicável.

Ganxhe Bojaxhiu nasceu em Skopje, na atual Macedónia, que era então uma pequena cidade sob domínio otomano, no seio de uma família católica que pertencia à minoria albanesa. Abraçou a vida religiosa em 1928, com apenas 18 anos, com o ideal de ser missionária na Índia, onde acabou por passar grande parte da vida.

A freira fundou as Missionárias da Caridade e venceu o Prémio Nobel da Paz em 1979, pelo seu trabalho com os pobres nas ruas de Calcutá. Morreu a 5 de setembro de 1997, na casa geral da congregação que fundou, aos 87 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG