Lince ibérico espanhol fez quase 200 km para acasalar em Portugal

O macho de dois anos de idade foi detetado por técnicos do ICNF e identificado graças ao seu padrão de pelagem

Um lince ibérico do parque de Doñana, em Espanha, foi detetado no Alentejo. "Mundo" fez mais de 170 km até encontrar a fêmea "Malva", sendo provavelmente "o progenitor da nova ninhada" de linces, a primeira a ser detetada em 2017, informa o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

O macho de dois anos de idade foi detetado por técnicos do ICNF e identificado graças ao seu padrão de pelagem. Terá viajado em dezembro, altura em que acasalou, e mantém-se na área junto a "Malva" e as suas crias.

O ICNF nota, em comunicado, que "esta dupla ocorrência e o encontro dos dois linces, comprova a conexão efetiva entre duas populações selvagens de lince-ibérico na Península Ibérica, com a existência de um corredor natural entre os dois países, o que possibilita a ocorrência de um fluxo genético da população de Doñana".

A população do Vale do Guadiana conta com 12 subadultos e adultos com território já estabelecido, cinco linces nascidos na primavera de 2016 e, a partir de agora, com as novas crias de 2017, descendentes de fêmeas reprodutoras como a Malva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG