Lar em Rio Maior evacuado de madrugada devido a incêndio

Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Luís Filipe Santana Dias, disse à Lusa que o incêndio terá tido origem em iluminações de Natal colocadas no hall de entrada do edifício

Um incêndio numa unidade de cuidados continuados em Azinheira, no concelho de Rio Maior (Santarém), na madrugada desta segunda-feira, obrigou à retirada dos 44 utentes e de quatro colaboradores, sem que houvesse registo de vítimas.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, o alerta de incêndio foi dado à 01:19, tendo o lar sido evacuado até à resolução, cerca das 02:40, da ocorrência, que foi dada como terminada às 04:51.

O presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Luís Filipe Santana Dias, disse à Lusa que o incêndio terá tido origem em iluminações de Natal colocadas no hall de entrada do edifício e que os mecanismos de proteção existentes funcionaram, dado que a unidade é de construção recente.

A evacuação do lar deveu-se à concentração de fumos, disse o autarca, que acompanhou a ocorrência no local.

Dos 44 utentes, 37 foram colocados numa ala da própria unidade e sete foram transferidos para outro lar do mesmo grupo situado em Turquel (Alcobaça), acrescentou.

Santana Dias disse que foram geradas condições no exterior para os idosos permanecerem enquanto decorriam os trabalhos, salientando que se trata de uma população que exige cuidados adicionais, já que grande parte são grandes dependentes.

No local estiveram 28 elementos das corporações de bombeiros de Rio Maior, Alcanede, Alcoentre, Caldas da Rainha, Pernes e Santarém (Voluntários), militares da GNR e a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) do Hospital de Santarém.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG