Viveu 18 anos com tesoura deixada no abdómen durante uma operação

Vietnamita de 54 anos queixava-se de dores de estômago

Um homem vietnamita foi operado para remover uma tesoura que tinha sido deixada no abdómen durante uma cirurgia, há 18 anos, depois de se queixar de dores de estômago.

Ma Van Nhat, atualmente com 54 anos, foi submetido a uma cirurgia na sequência de um acidente de automóvel há 18 anos, durante a qual uma tesoura terá ficado esquecida dentro do seu corpo.

Recentemente, os médicos detetaram uma tesoura de 15 centímetros perto do seu cólon depois de lhe fazerem uma ecografia.

O homem foi submetido a uma operação durante três horas este fim de semana para extrair a tesoura, segundo Ngo Trung Thang, vice-diretor de assuntos gerais do hospital Gang Thep Thai Nguyen, a 80 quilómetros norte de Hanoi. "Ele está a recuperar bem", disse hoje Thang à AFP.

Nhat passou quase duas décadas a "comer, beber e a levar uma vida normal", segundo o site Suc Khoe va Doi Song, ligado ao Ministério de Saúde do Vietname.

A ecografia que detetou a tesoura foi feita depois de Nha se ter queixado de dores no estômago.

As autoridades disseram que estavam à procura dos médicos que realizaram a cirurgia na província de Bac Kan em 1998.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).