Vídeo mostra avioneta momentos antes da aterragem que matou dois banhistas

Imagens mostram avião a descer a grande velocidade

Foi divulgado esta quinta-feira um vídeo que mostra a avioneta momentos antes da aterragem de emergência que provocou dois mortos na praia de São João, na Costa da Caparica. As imagens mostram a avioneta a descer a grande velocidade em direção ao areal.

O vídeo foi captado pela empresa Surfline e depois publicado no YouTube.

As vítimas mortais são uma menina de oito anos e um homem de 56 que estavam na praia. Os tripulantes da avioneta escaparam ilesos e ficaram sob a medida de coação termo de identidade e residência. Estão a ser ouvidos pelo Ministério Público, no Tribunal de Almada, desde de manhã.

A avioneta realizava um voo de treino que saiu de Cascais e tinha como destino Évora. Pouco antes da manobra de emergência, o piloto contactou a torre de controlo e reportou uma avaria no aparelho.

Algumas pessoas que assistiram na praia à aterragem de emergência revoltaram-se e tentaram agredir os tripulantes da aeronave, sendo necessária a intervenção da Polícia Marítima, contaram testemunhas à Lusa.

No local do acidente estiverem elementos da Polícia Marítima, Polícia Judiciária, GNR, serviços de Proteção Civil, bombeiros de Cacilhas e da Trafaria e do Gabinete de Prevenção da Investigação dos Acidentes de Aviação.

As causas técnicas e as circunstâncias deste incidente serão investigadas pelo Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

"Petróleo, não!" Nesta semana já estivemos perto

1. Uma coisa é termos uma vaga ideia de quão estupidamente dependemos dos combustíveis fósseis. Outra, vivê-la em concreto. Obrigado aos grevistas. A memória perdida sobre o "petróleo" voltou. Ficou a nu que temos de fugir dos senhores feudais do Médio Oriente, das oligopolísticas, campanhas energéticas com preços afinados ao milésimo de euro e, finalmente, deste tipo de sindicatos e associações patronais com um poder absolutamente desproporcionado.