Único restaurante com três estrelas Michelin da Dinamarca multado por falhas de higiene

Geranium recebeu em 2016 as três estrelas Michelin, feito que nem o dinamarquês Noma, que já foi várias vezes considerado melhor restaurante do mundo, conseguiu até hoje

O primeiro restaurante dinamarquês a ser distinguido com três estrelas Michelin - feito que nem o Noma, que já foi considerado o melhor restaurante do mundo, conseguiu - foi multado pelas autoridades por falhas de higiene. Segundo o The Guardian, que cita a imprensa dinamarquesa, o Geranium, do 'chef' Rasmus Kofoed, foi multado em 20 mil coroas - cerca de 2700 euros - depois de uma visita dos inspetores do serviço de segurança alimentar.

O relatório das autoridades, que data do final de setembro, assinala que os funcionários do restaurante estavam a armazenar mariscos a temperaturas demasiado altas e por demasiado tempo. E em duas câmaras frigoríficas foram detetadas "manchas" que "cresciam" por baixo das prateleiras e numa embalagem de pickles de alhos. O regulador considerou que o galardoado restaurante, que cobra cerca de 265 euros por refeição - sem bebidas incluídas - ficava classificado no quarto e último escalão no sistema de avaliação usado pelos inspetores.

Em resposta, o 'chef' do Geranium afirmou não concordar com o relatório da inspeção, sublinhando que lhe pareceu existir um "grande exagero", mesmo que os funcionários tivessem sido "menos atentos" em determinadas partes do processo. E acrescentou que o restaurante estava a usar um sistema computorizado para fazer a monitorização da temperatura dos alimentos, ainda que peixe e marisco fossem sempre armazenados em gelo independentemente das temperaturas das arcas frigoríficas.

Este ano, o célebre Guia Michelin atribuiu três estrelas ao Geranium mas manteve as duas do Noma, que foi considerado o melhor restaurante do mundo pela revista britânica Restaurant em 2010, 2011, 2012 e 2014. Porém, também o Noma já esteve na mira das autoridades para a segurança alimentar dinamarquesas: em 2013, foi acusado de não ter tomado as medidas adequadas depois de vários clientes terem ficado com uma intoxicação alimentar.

Exclusivos