Um hotel que convida a dormir na casa de banho

Almirante Reis recebe "primeiro hotel WC do mundo", um espaço com 41 quartos

Logo na fachada se percebe que este prédio de esquina na Avenida Almirante Reis é diferente. As janelas têm imagens de pessoas em banheiras, enroladas em toalhas e de torneiras a deitar água. Podia tratar-se de uma loja com produtos para o banho, mas estamos perante o "primeiro hotel WC do mundo", como classificou a designer responsável pelo conceito Nini Andrade Silva.

Desde a entrada do espaço, que ontem foi inaugurado e que a partir de sexta-feira começa a receber hóspedes, até aos quartos, o WC Beautique Hotel é isso mesmo, uma imensa casa de banho, que em cada recanto transmite a sensação de estarmos dentro de uma banheira. No chão há espuma, nas paredes água, no lobby duas meias banheiras (que dão a ilusão de serem inteiras), os candeeiros são chuveiros e nas suites há banheiras aos pés da cama.

"Os meus conceitos são um pouco arrojados. Por isso vim também a vestir o conceito. Até o robe era para ser branco, mas depois vim um bocadinho diferente", explica Nini Andrade Silva, vestida com um pijama, robe e chinelos cor-de-rosa, e rolos na cabeça. Todos os funcionários vão estar de roupão e toalha na cabeça ou então de pijama. "Tenho que agradecer ao senhor Moez [Rajabali, o proprietário] por acreditar na minha loucura", refere a designer. Uma coisa é certa, acrescenta, "as pessoas já sabem onde fica o WC hotel, porque é diferente e arrojado".

O WC Beautique Hotel, é o novo projeto do grupo The Beautique Hotels, proprietário do Hotel Figueira Lisboa, e que anunciou ontem mais dois hotéis (um na rua da Madalena, e que irá ter como tem a mulher portuguesa, e outro no lado oposto da Almirante Reis). O WC representou um investimento de 10 milhões de euros.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Sociedade
Pub
Pub